Notícias e Eventos


Postado dia 25/12/2017

Bicicletas inteligentes e compartilhadas.


A Scipopulis, uma startup focada em cidades inteligentes e dedicada à mobilidade urbana, desenvolveu um sistema de compartilhamento de bicicletas muito inovador. Não há a necessidade de estações – que encarecem o projeto e ocupam espaço –, o usuário pode pegar e deixar a bike no lugar mais conveniente para ele.
O Pro Coletivo esteve no Mobilab, laboratório de mobilidade urbana da Prefeitura de São Paulo, e conversou com Roberto Speicys e Eva Furtado, da Scipopulis, para saber mais sobre o projeto. “Nosso objetivo foi estimular o uso da bicicleta, facilitando a vida das pessoas. A nossa bicicleta, a Chica, pode ser acessada de forma mais fácil. A inteligência nesse caso está na própria bicicleta, não nas estações. As bikes têm um design especial, GPS, painel de energia solar e uma trava controlada por senha”, explica Roberto, contando que há sistemas similares em algumas metrópoles norte-americanas e europeias, mas no Brasil e na América Latina o projeto é pioneiro.
O usuário vê pelo celular um mapa com o posicionamento das bikes, seleciona uma, reserva e gera uma senha para destravá-la. A partir daí é só tirar o pezinho e sair pedalando, e depois deixar a bicicleta no local mais próximo do seu destino. Terminado o trajeto, a bicicleta tem suas rodas automaticamente travadas, até que o próximo interessado possa acioná-la pelo mapa, via celular.
A Scipopulis, empresa premiada recentemente no Demo Day MobiLab, evento de inovação em mobilidade que destaca soluções nesse setor, tem outros projetos inovadores sobre os quais vamos falar em breve. Um deles é o Coletivo, aplicativo para smartphones que usa a colaboração como estratégia para fornecer informações em tempo real sobre os ônibus e a rede de transportes da cidade de São Paulo.
No caso da bicicleta batizada como Chica, o projeto inicial, que aconteceu em parceria com o SENAI, está direcionado
primeiramente à Universidade Federal do Acre, que já está com as bicicletas rodando no seu campus. “A ideia é multiplicar a Chica em outros espaços fechados”, conta Roberto.
Para saber mais sobre o projeto, acesse o site da Scipopulis (www.scipopulis.com), que também conta com um blog e uma parceria com o Diário do Transporte.
A ideia é muito bacana e vem de encontro à necessidade de ampliar, estimular e facilitar o uso da bicicleta nas cidades, o que vai contribuir com a melhora da qualidade do ar, da mobilidade, da saúde das pessoas e da própria cidade.


Fonte: Revista Bicicleta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário